sexta-feira, 21 de setembro de 2018

FANART - LILIAN


ORIGINAL                          FANART




  • PERSONAGEM ORIGINAL







- Nome: Lilian
- Idade: 15 anos.
- Nome da história que ele pertence: Não tem por enquanto.
- Sexo: feminino.
- Data de aniversário/Signo: 7 de Julho/ Câncer.
- Personalidade: Gentil, doce, meiga e inteligente.
- O que gosta, ou não gosta de fazer:
 Gosta de tocar piano e violino, animais e plantas, fazer doces, tomar chás da tarde com chás, bolos e biscoitos, e cantar. Não gosta de exercícios físicos e brigar com as pessoas.
- O que ele é em sua história: É uma das personagens principais.
- Raça/Classe: Humano/Garota mágica.


  • AUTOR DO DESENHO


- Nome Completo: Beatriz Ayumi M.
- Nome Artístico: Bia Ayumi
- Idade: 24 anos
- Redes Sociais: Instagram: @bia_ayumii
- Cidade/Estado: Mogi das Cruzes/ SP.
- Como Conheceu o Canal? 
Quando estava procurando dicas de como desenhar chibi e cabelos no youtube.
- O que Aprendeu com o CanaL?
 Muitas dicas e materiais legais de desenho, adorei conhecer o jeito leve e doce de ver a vida da Mônica e me divirto muito com seus vídeos, me sinto sua amiga assistindo.





sexta-feira, 14 de setembro de 2018

FANART - ANTHONY STRANG


ORIGINAL                          FANART

          

  • PERSONAGEM ORIGINAL





Nome: Anthony Strang (Apelido Tony) (pronuncia: Antony Strang)
Idade: 18
Nome da história que ele pertence: Uma questão de Honra
Sexo: Masculino
Data de aniversário/Signo: Não Especificado ainda na história
Personalidade: Calmo mas extrovertido (aquele garoto que todas as meninas babam na escola (desculpa ter que explicar assim), muito Amigo, a ponto de morrer por seus amigos, Pensa sempre no melhor para as pessoas. Se importa mais com os outros que com ele mesmo. Gosta de humor ácido, mas sem nada muito pesado.
O que gosta: Treinar, Conversar, Desenhar, Cozinhar 
Não gosta de fazer: Lavar louça, Andar devagar, Ouvir música baixa.
O que ele é em sua história: Principal
Raça/Classe: Humano


O Anthony é aquele tipo de pessoa que é muito amiga de quem ele ama. Adora desenhar por que acha que o mundo tem suas belezas, mas precisam ser vistas de uma maneira mais critica que a realidade. Não deixa de ajudar quem quer que seja, mas as vezes a razão pesa mais. É filho único, mas tem duas amigas que considera irmãs, a Marina e a Nori. Ama os amigos como se fossem a família. Odeia ter que viver no mundo em que vive, onde todos são, mesmo que finjam que não, oprimidos e não podem ser felizes. Luta por um mundo, nao perfeito, por que sabe que isso é impossível, mas que seja bom para todos. Gosta de treinar combate com Wolf que é outro amigo, e sempre troca "farpas" com ele, acabando os dois sendo um pouco ácidos. É uma pessoa que inspira os outros a se mover, talvez tenha pego isso um pouco emprestado de Marina, mas move os outros a acreditar no bem. É realista, mas não deixa de sonhar nunca, por quê se ninguém sonhar, o mundo fica chato.

Notas sobre o desenho:
1 - Fiz apenas um desenho, pois como é uma light novel, as roupas não interferem muito, pois a cada capítulo eles trocam de roupa, e as roupas são sempre simples até por causa do sistema em que vivem.
2 - O Olho está bem destacado, e a marca vermelha é uma cicatriz.
3 - A roupa normal que ele usa é uma calça de sarja preta, e uma camisa social com as mangas dobradas.
4 - Sua arma é uma Katana, nada de mais.
5 - Seu corpo é o mesmo corpo de personagens "Bishounen", ou seja, alto, esbelto, mas ele tem alguns músculos por ser um lutador, mas nada muito aparente.


Segue Abaixo o Capitulo 4 da Light Novel que Renan enviou :

"Espero ele partir para cima, mas ele não vem. 
- Se pelo menos vamos lutar, devo saber de quem irei ganhar, sou Wolfgang. Mas pode me chamar de Wolf. 
- Anthony Strang. Tony. 
Espero a primeira piscada de Wolf para me lançar em direção do adversário, estou a aproximadamente dois metros, em um pulo horizontal posso pega-lo mas preciso ser rápido. Ele pisca, eu pulo, mas antes mesmo de chegar perto dele ele desvia, ele sabe aonde estou, viro-me, como? Ele ainda está de olhos fechados. 
- Você tem muito a aprender garoto.  
Eu... Como... Ele me lesou.... Maldito. 
Invisto em um ataque pesado com mais velocidade, ele desvia novamente, não posso ser tão devagar, e ele desvia novamente, e novamente, e novamente, por fim exausto, mudo de tática. Pulo a janela, a mesma que ele atravessou. Isso me  vantagem em um aspecto, não preciso me segurar em um terreno externo, posso finalmente me movimentar como meu avô me ensinou, furtiva e rapidamente. Vejo Wolf pulando a janela. 
- Então vamos ver quem é a presa garoto. 
- Acho que não se deve enfrentar o caçador em seu território. 
Ele ri. Gosta da minha metáfora. Mas eu sei todas as artimanhas desse jardim, e tudo está a meu favor. Me movimento furtivamente por entre a vegetação media, e sinto um vulto logo atrás, impossível.... Espere, ele é um lobo, nada impede de ele ser um ótimo rastreador, quem sabe o que fizeram com ele no C.T.12, manipulação genética não é tão difícil quanto parece, se ele tiver mutação sabe-se la o que ele pode fazer. Por via das duvidas, talvez ele tenha olfato apurado, corro para as flores perfumadas, que para minha sorte hoje desabrocharam, estão soltando um agradável cheiro adocicado, ótimo para disfarçar meu cheiro levemente poluído de fumaça. Isso cria uma confusão em seu faro, e na verdade é mais uma vantagem para mim. Jogo propositalmente uma pedra à minha direita, a uns dois metros, isso cria uma distração para eu atacar por suas costas, ele cegamente vai até a pedra, e por suas costas me movo sem o mínimo de barulho, dando um golpe ligeiro e forte o suficiente para um nocaute, ele cambaleia, mas cai, isso me garante a vitória. Arrasto-o até dentro de casa, amarro-o com uma fita qualquer da cozinha e prendo-o a mesa. Subo, ajudo Mari, que teve o tornozelo levemente cortado por um caco de vidro, Pan pega o spray de emergência em baixo da cama e borrifa-o em cima do corte, que fecha quase que instantaneamente, teve melhorias desde a última versão que Mari atualizou, está devastadoramente mais eficaz. 
- Pan? Gostaria por favor? – Intimido-o 
- Era dele que eu falava. 
- Isso é um tanto óbvio. 
- Mas por que ele te chamou de traidor? – Perguntou Mari. 
- Para ser sincero, eu o deixei por um dia, precisava buscar medicamentos, e ele havia sumido quando eu voltei. 
- Vamos, ele deve estar acordado. 
Descemos as escadas, e vemos Wolf praticamente voar em Pan, agarra seu pescoço e começa a asfixia-lo. Puxo-o para longe, enquanto Mari soca seu estômago. 
- Nunca mais quebre uma janela daquele jeito. 
- Melhor ouvi-la! 
Ele cospe um pouco de sangue no chão devido ao soco. Marina Estapeia seu rosto. 
- Nunca mais cuspa no meu assoalho! 
- Eu avisei. 
- Verdade – Pan afirma. 
Levamos o para a cozinha, onde ele começa a falar. 

Memorias Wolf 

Bem, a parte do laboratório Pan  deve ter contado, mas acho que não como fugimos. Há seis meses atrás Pan criou um plano simplesmente genial. Escapar na hora livre pelos esgotos, por que não havia fiscalização neles, e então facilmente saímos pelos esgotos, o problema começou quando estávamos a duzentos metros da saída para a liberdade, eu não havia fechado direito a tampa. Então um esquadrão, com mais de vinte soldados, nos atacou pelas costas, se eu tivesse um bastão como o seu Anthony, sem problemas eu teria derrotado todos, eu achei o bastão, mas só depois de atacar um soldado, o que me feriu, pelo fato dele ter sido mais rápido. Mesmo assim derrotei os guardas, e saímos. 
- Liberdade - falei. 
Pan sorriu, e eu caí. Depois disso me lembro de acordar em uma casa abandonada no meio da floresta, sozinho, com fome e ferido. 
Então eu sai e comecei a procurar Pan. Para me vingar. Não se deixa uma pessoa naquelas condições sozinha. 

Memorias Pan 

Bem, na verdade o plano não foi tão inteligente, mas deu certo até um ponto adequado, logico que esses soldados foram um desastroso contratempo, mas eu carreguei você até aquela casa, por que imaginei que haveria alimento, mas não, então fui buscar alimentos e ervas. Mas quando voltei você havia sumido. 

*** 

- Isso explica muita coisa - Digo 
- Sim. Estamos todos numa boa? - Questiona Mari. 
- Pode ser - Wolf 
- Sim - Pan 
Solto a corda que amarra as patas de Wolf, e ele lentamente se levanta. Se vira para mim e me dá a mão. Foi um comprimento sincero, posso afirmar isso.  
- Agora quero saber de uma coisa, o que fizeram com você?  
- Segundo o Pan, eles me deram algum gene de lobo. 
- Bem irônico... 
- Concordo, na verdade é uma sacanagem eles colocarem um gene canídeo em mim, principalmente pelo meu nome. 
- A personalidade é quase igual. - Pan 
- Cala a boca estupido. 
Pan Ri. "

Segundo ele esse Capitulo representa melhor o personagem e a história do que o Capítulo 1.



  • AUTOR DO DESENHO



Nome: Renan de Sá Pietroniro (17 anos)
Apelido: Não tenho (quero ter mais pra frente)
Local: Jundiaí, SP

Como Conheci o Canal: Conheci o Canal por que queria muito (em 2014) aprender a desenhar, e estava começando a gostar de Mangás e animes, e pensei "por quê não aprender a desenhar no estilo Mangá?" e quando digitei no YouTube, a primeira thumbnail que veio foi a sua de "como desenhar rosto", e amei o seu método de ensinar, por que aprendi a desenhar super rápido, e segui o canal desde o final daquele ano. Aprendi muito com o seu canal, e com outros também, mas o que mais me ajudou foi o seu canal mesmo, e sou fã da Mônica Yugi por ser essa pessoa maravilhosa que é.

O quê aprendi com o Canal: Como eu já disse, foi minha base, MUUUUUUUITA coisa que sei desenhar hoje foi com a base das suas vídeo aulas. Os Moldes, as pinturas, tudo isso eu aprendi com você! alguns moldes mais complexos (encurtamento, por exemplo) eu estou aprendendo com outros canais gringos, mas com certeza quando lançar no seu canal vou re-aprender (kkkk)